NacionaisNews

Sensibilidade dentária: quais suas causas e como prevenir

O que é a sensibilidade dental?

A sensibilidade nos dentes é um problema bastante comum que afeta aproximadamente 1 em cada 3 brasileiros. Essa condição, além de ser desconfortável, pode causar dificuldades e até o impedimento na hora de ingerir diversos tipos de alimentos.

Também conhecida como hipersensibilidade dentária, os pacientes que sofrem com esse transtorno sentem dores intensas, agudas e rápidas quando certos tipos de comidas ou, até mesmo, quando o vento gelado entra em contato com os dentes.

Neste caso, o uso de um convenio odontologico é fundamental para facilitar a realização de uma consulta diagnóstica e o tratamento adequado. No entanto, a prevenção é sempre a melhor solução e para isso é preciso entender o que é essa condição e como ela age.  

O que é a sensibilidade dental?

O dente é constituído por três camadas, sendo a mais externa – conhecida como esmalte dentário – uma proteção para os tecidos moles que formam a polpa dental. Essa, por sua vez, é uma região altamente vascularizada e cheia de fibras nervosas.

Quando há algum defeito na integridade do esmalte de proteção, os túbulos dentinários passam a ficar expostos, mandando sinais nervosos para a polpa e causando as dores da sensibilidade.

As imperfeições na superfície dental pode se dar de diversas maneiras, como em situações em que há:

  • Aumento da acidez bucal causado pela ingestão frequente de alimentos cítricos;
  • Escovação agressiva;
  • Falta de higienização bucal adequada;
  • Bruxismo ou briquismo;
  • Erosão dentária e doenças bucais, como a cárie.

Além disso, a retração gengival – que pode ser causada devido a ação bacteriana ou a escovação inadequada – também pode ser um dos motivos para o paciente sentir essas dores. 

Isso porque a condição faz com que a raiz dos dentes fique exposta a bebidas mais ácidas, como os refrigerantes e o café.

Deste modo, aproveitar dos benefícios concedidos pelo plano dental coletivo empresarial e comparecer a uma consulta odontológica, com um profissional de qualidade, pode garantir o fim do desconforto da sensibilidade, mas também a identificação do que tem causado o problema.

Tratamento e prevenção

O tratamento pode incluir a aplicação de um verniz de flúor para cobrir os túbulos dentinários, bem como uma cirurgia na gengiva para consertar a exposição radicular, a realização de obturações e/ou o tratamento de canal que irão tratar as cáries.

Contudo, a adoção de hábitos mais saudáveis no cotidiano, além de ajudar a garantir o sucesso das intervenções odontológicas, pode prevenir o reaparecimento desse quadro. Por isso, é preciso estar atento a costumes como:

  1. Produtos que higiene que combatam a sensibilidade

É recomendável que os pacientes conversem com um dentista – com a ajuda de um plano odontologico – para a indicação de produtos anti sensibilidade, que auxiliam a fortalecer e remineralizar o esmalte dentário.

Neste caso, é possível que o profissional recomende o uso domiciliar de flúor em gel ou de enxaguantes bucais que contenham a adição de flúor, bem como os cremes dentais não abrasivos que combatam a sensibilidade.

  1. Atenção com as técnicas de escovação

É importante aproveitar as consultas, sejam elas disponibilizadas pelo plano odonto empresarial ou não, para aprender as melhores formas de realizar a escovação, uma vez que esse pode ser o motivo do desgaste dos dentes ou do paciente ter desenvolvido a retração gengival.

Para garantir uma higienização boa e segura, o paciente deve sempre se certificar de que a escova tenha cerdas macias ou extra macias, que ela seja trocada a cada três meses e que não esteja sendo utilizada muita força durante a escovação.

Além disso, para impedir os danos dentais, muitos pacientes optam por higienizar a boca logo após a ingestão de alimentos ou bebidas cítricas, e isso é um erro. 

Ao fim de todas as refeições, é recomendado aguardar entre 30 minutos a 1 hora para realizar a escovação.

Isso porque o esmalte dentário fica sensível com a ação dos alimentos e pode ser ainda mais facilmente desgastado com a fricção da escova. 

Contudo, após trinta minutos, a salivação equilibra o ph oral e protege os dentes a ponto de impedir esse tipo de dano.

  1. Faça visitas constantes ao dentista

As visitas de rotina com o dentista são fundamentais para a manutenção da saúde bucal. Pois, além de conseguir diagnosticar precocemente o surgimento de doenças, como as cáries e a gengivite, é possível fazer a limpeza profissional.

Esse tratamento – que pode ser feito em qualquer plano dental para MEI – remove a formação de placas bacterianas e do tártaro, impedindo a ação bacteriana e a erosão dentária que originam as cáries. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Banner de propaganda da agência de sites GR3 WEB

About author

Articles

PORTALBELMONTE é um portal de notícias de Belmonte e região com mais de 20 anos de credibilidade trazemos sempre o que acontece de mais relevante para você. Telefones: (73)99954-2314 Endereço: Travessa Santo Antonio, 13 - Barrolândia - Belmonte - BA
Related posts
BelmonteNacionaisNews

REFORMAS DA ESTRUTURA FÍSICA DA FILARMÔNICA 15 DE SETEMBRO SEGUEM FIRMES

A Diretoria da Filarmônica 15 de Setembro, através do apoio da população belmontense e empresas…
Read more
BelmonteNacionais

NIGHT DIA DOS PAIS COM A CANTORA PAULA OLIVEIRA

Após o sucesso de reinauguração, inclusive com o cumprimento severo dos novos protocolos e…
Read more
NacionaisPolitica

Reconhecimento facial vai ser implantado em Porto Seguro e Eunápolis, Rui Costa assina autorização

O governador daBahia, Rui Costa, assinou nesta terça-feira (27) uma autorização para a…
Read more
Newsletter
Cadastre seu e-mail

Cadastre seu e-mail e receba nosso conteúdo exclusivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *