Diversas

Quais as melhores plantas para ter em casa?

As tendências que predominam na sociedade atualmente são acerca da sensação de bem-estar, visando manter a qualidade de vida no médio e longo prazo. Inclusive, isso contempla a decoração do lar, que pode ser otimizada com plantas e jardins.

Desde o êxodo rural, de maneira geral, o homem se afastou da natureza, porém, cientistas e especialistas da área da saúde indicam que este é um ponto negativo. Estar em contato com a natureza auxilia em aspectos como:

  • Saúde mental;
  • Ajuda na concentração e desempenho;
  • Estimula a criatividade;
  • Diminui o estresse rotineiro.

Por isso, é fundamental investir em jardins em casa e no escritório, com o intuito de reaproximar os indivíduos da natureza. Se engana quem acredita que para isso é requisitado dispor de grandes espaços.

Afinal, para atender a demanda da moradia urbana, profissionais de jardinagem e paisagismo desenvolveram métodos alternativos para as pessoas terem o contato com a natureza no cotidiano, como é o caso do jardim vertical varanda.

A otimização dos espaços é essencial para aplicar a vegetação em casa, mas tão importante quanto focar no ambiente, é também estar atento para o tipo de planta a ser escolhido.

Afinal, quais plantas ter em casa?

Pelo fato do paisagismo e jardinagem serem uma nova tendência para o público em geral, pode-se observar que há muitos iniciantes repletos de dúvidas sobre como começar um jardim e como efetuar sua manutenção.

A dica principal é selecionar espécies de fácil cultivo, que não exigem tantos cuidados com o solo e demandam poucas regas.

Conforme o desenvolvimento do jardim, é recomendado cultivar espécies de maior complexidade, contando ainda com a contratação do serviço de jardineiro.

Com a finalidade de tornar o conhecimento na pauta de jardinagem, especialistas da área reúnem as plantas cujo cultivo é simplificado e que são ideais para pequenos espaços.

Cactos e suculentas

Essas espécies são conhecidas por serem resistentes e adaptáveis para os mais variados tipos de ambiente. Não necessitam de grandes quantidades de água, e por isso as regas podem acontecer por, no máximo, uma vez na semana.

Esse tipo de planta também é utilizado na decoração de sala reunião pequena e também em casa, o que ocorre devido a larga variedade de espécies e a aparência despojada que possui.

Espada-de-são-jorge

As espadas-de-são-jorge são plantas resistentes e que exigem pouco cuidado em relação à rega, entretanto, é fundamental cuidar do solo, evitando o excesso de umidade, que pode acarretar em malefícios para a saúde da espécie.

Por conferirem um aspecto diferente na decoração do lar, diversos paisagistas e até mesmo profissionais de design de interiores recomendam o cultivo nos ambientes interno e externo. Cabe destacar que sobrevivem na meia sombra e no pleno sol.

Uma dica é cultivar a espada-de-são-jorge próxima de uma sala coworking e espaços com maior circulação de pessoas, para ressaltar a beleza do ambiente e da planta.

Cauda de dragão

Frequentemente encontrada nos lares brasileiros, a cauda de dragão é uma típica planta tropical, que não exige muitos cuidados no cultivo.

Sua aparência única transmite aos ambientes a sensação de leveza e de sofisticação, por isso, é recomendada a aplicação em decorações internas, podendo contrastar a espécie com outros itens, como pedras decorativas para parede de sala

Pata-de-elefante

Possuindo uma aparência única e marcante, a pata-de-elefante também transmite energia de sofisticação aos ambientes, podendo ser usada em locais internos e externos.

Durante o projeto de decoração de uma casa, o proprietário pode buscar o apoio de uma consultoria em design e arquitetura para construir a personalidade marcante na nova etapa do lar.

Na parte interna da casa, é indicado o uso de cactos e suculentas, posto que tais plantas são essenciais para dar uma tonalidade de descontração. Podendo ser harmonizadas com outros detalhes, como a persiana horizontal 2 metros.

Por ser uma espécie um pouco maior, indo ao encontro da pauta da moradia urbana, é recomendado usar a pata-de-elefante em sacadas e outros locais externos, desde que não seja prejudicada a circulação das pessoas.

Samambaia

Outra espécie encontrada com frequência nos lares brasileiros, a samambaia é campeã quando o assunto é versatilidade e adaptabilidade.

Isso porque, além de poderem ser cultivadas dentro de casa, a espécie também pode compor a estética de varandas e jardins. Portanto, é imprescindível estar atento para a iminência da luz solar.

De acordo com a orientação dos profissionais de uma empresa de manutenção de jardim, a planta deve ficar longe da exposição excessiva ao sol, porque os raios são nocivos, podendo afetar consequentemente a saúde da planta cultivada.

Como cuidado adicional, é preciso observar o substrato com constância ao longo da semana, mantendo sempre úmido.

Orquídeas

Proporcionando a sensação de delicadeza para os ambientes, as orquídeas são espécies com fácil adaptabilidade, porém, é fundamental mantê-las afastadas da luz solar direta.

Podendo ser combinada com os mais variados tipos de decoração, as orquídeas podem ser usadas nos locais de comum convivência, como salas de estar e cozinhas, como também é interessante usá-las em ambientes mais íntimos, como quartos e banheiros.

Uma observação a ser ressaltada é que este tipo de planta é bem sensível, e embora seja simples, seu cultivo requer uma rotina estabelecida adequadamente.

Também é essencial manter a planta longe de locais que possam oferecer risco, como jardins com animais, bem como onde há muita circulação de pessoas.

Quais os benefícios em cultivar plantas?

Após expostas as espécies de fácil cultivo e demonstrar recomendações de como utilizá-las harmoniosamente nas decorações, é preciso destacar qual os verdadeiros benefícios em cultivar plantas, para além da estética em uma residência.

Em conformidade com o discurso pró meio ambiente, que justifica o aumento do uso de poço artesiano manual, surge o debate das vantagens em ter um pequeno jardim em casa.

  1. Diminuição do estresse

Como resposta às correrias do dia a dia, boa parte da população enfrenta problemas devido ao estresse excessivo, principalmente os indivíduos que vivem nas metrópoles.

A falta de natureza nas grandes cidades aumenta o cansaço do corpo e mente, sendo indispensável que os cidadãos contem com alguma válvula “verde” de escape. Em outras palavras, que tenham um local para ter contato com a natureza.

Por isso, é justificável o apelo de especialistas para o enriquecimento ambiental nos lares, sejam eles nas grandes ou nas pequenas cidades.

  1. Purificação do ar

Os efeitos negativos que a poluição do ar gera na qualidade de vida dos indivíduos no médio e longo prazo não são mais um segredo, graças às propagandas de conscientização feitas por organizações governamentais e não governamentais.

Como mecanismo de redução de danos, é recomendado investir na construção de um jardim ou mesmo iniciar o cultivo de plantas, com a finalidade de purificar o ar.

Apesar do mercado disponibilizar recursos eletrônicos para purificar e umidificar o ar, as plantas se apresentam como a alternativa de melhor custo-benefício.

  1. Umidificação de ambientes

Com a análise dos relatórios entregues pela Organização das Nações Unidas (ONU), pode-se afirmar que a temperatura da Terra vem apresentando um aumento significativo, como consequência do desperdício e consumo desenfreado.

Após alguns estudos para trazer soluções acessíveis a todos os públicos, as plantas foram identificadas como um mecanismo de umidificar ambientes sem necessariamente contar com o apoio da chuva.

  1. Redução de crises alérgicas

Pessoas com alergias crônicas relatam constantemente nos consultórios o aumento dos períodos de crise que, sem dúvidas, é uma consequência da má qualidade do ar. Este fato se confirma conforme a fala dos órgãos reguladores.

Para reverter o processo de crises, é válido contar com as plantas para investir na qualidade do ar, purificando e umidificando em prol da qualidade de vida.

Considerações finais

Estabelecer uma rotina de cuidados com a saúde e bem-estar é uma tendência que está em alta nos últimos tempos e que agrega em benefícios ao longo da vida dos indivíduos. Apesar de ter iniciado na Europa, por intermédio das mídias digitais, tornou-se algo mundial.

Graças aos avanços da tecnologia, atualmente a conexão entre pessoas de diferentes culturas, nacionalidades e costumes pode ser desenvolvida através da internet, fazendo com que as tendências recebam notoriedade global.

Com isso, pode-se compreender os motivos que levaram ao retorno da relevância em usar plantas na decoração de casa, já que essas agregam não só na esfera da estética, como também no âmbito da qualidade de vida.

Por fim, pela versatilidade no uso e os benefícios que agregam, o ato de ter plantas em casa se caracteriza como uma tendência crescente e que contribui para o enriquecimento dos nichos de arquitetura, design, paisagismo e jardinagem.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Banner de propaganda da agência de sites GR3 WEB

About author

Articles

PORTALBELMONTE é um portal de notícias de Belmonte e região com mais de 20 anos de credibilidade trazemos sempre o que acontece de mais relevante para você. Telefones: (73)99954-2314 Endereço: Travessa Santo Antonio, 13 - Barrolândia - Belmonte - BA
Related posts
Diversas

Os benefícios de utilizar a panela de ferro

Share on Facebook Share …
Read more
Diversas

Como a garrafa térmica feita de inox mantém a temperatura da sua bebida?

Share on Facebook Share …
Read more
Diversas

Qual a importância do Marketing para uma empresa? - Confira em detalhes!

Share on Facebook Share …
Read more
Newsletter
Cadastre seu e-mail

Cadastre seu e-mail e receba nosso conteúdo exclusivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CleverNT: 58242 Visits Devices Code Obs Start: 2022-04-01 End: 2022-04-30 Copy the code. Paste it on the source code of your website, near the bottom, just before ex: same way you insert the google analytics script/code In case you're using banners, you also need to add the Tag: