Prefeitos preveem dias difíceis. No embalo da pandemia, o dinheiro está mais curto

Dia 10 a primeira cota do FPM do mês. Vem aí em torno de R$ 1 milhão e 184 mil. Isso é simplesmente R$ 400 mil a menos que no ano passado'
Dia 10 a primeira cota do FPM do mês. Vem aí em torno de R$ 1 milhão e 184 mil. Isso é simplesmente R$ 400 mil a menos que no ano passado'

Zé Cocá (PP), prefeito de Jequié e presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), mandou ofício à Bahiatursa pedindo dinheiro para ajudar artistas fazendo lives no São João, principalmente os da terra, os mais necessitados, o que contribuiria para manter a cultura junina sem aglomerar.

O ofício também pedia a simplificação dos contratos. Resposta: não tem dinheiro, e as exigência obedecem aos protocolos exigidos pelo TCM. Em suma, nada feito.

Cocá prevê um ano difícil para os prefeitos. Segundo ele, a arrecadação vem caindo, e nada indica sinais de melhora a curto prazo.

— Temos recomendado cuidado aos nossos colegas. A pandemia nos tira grande parte dos recursos, e também há queda na arrecadação.

Exemplo

E a queda já está aí, segundo Gilberto Brito (PSB), prefeito de Paramirim:

— Receberemos agora dia 10 a primeira cota do FPM do mês. Vem aí em torno de R$ 1 milhão e 184 mil. Isso é simplesmente R$ 400 mil a menos do que no ano passado. E tradicionalmente a arrecadação cai nesse período até outubro. Junta isso com o efeito pandemia, e o resultado é muito ruim.

O mau tempo também vem com o ataque da Covid. Iuiú, por exemplo, lá no sudoeste, está em lockdown até domingo. E o prefeito Reinaldo Góes (PSD) pede a compreensão da população num vídeo.

— Ficar 10, 15 ou 20 dias sem beber não vai matar ninguém. O que mata é a Covid.

PORTALBELMONTE é um portal de notícias de Belmonte e região com mais de 20 anos de credibilidade trazemos sempre o que acontece de mais relevante para você. Telefones: (73)99954-2314 Endereço: Travessa Santo Antonio, 13 - Barrolândia - Belmonte - BA