Por que estamos envelhecendo diferente?

Em meio a tantas perguntas, alguns fatores apontam o que é realmente possível alcançar e o que está contribuindo para que as pessoas estejam com uma aparência mais jovem, quando comparadas a de seus pais na mesma idade, por exemplo.
Em meio a tantas perguntas, alguns fatores apontam o que é realmente possível alcançar e o que está contribuindo para que as pessoas estejam com uma aparência mais jovem, quando comparadas a de seus pais na mesma idade, por exemplo.

Se os 40 são os novos 30, em breve os 70 serão os novos 60. A cada dia, mais pessoas têm buscado investir em mecanismos para tornar o envelhecimento algo mais saudável e com qualidade, inclusive estética. Nesta lista estão incluídas mudanças culturais, alimentação balanceada, boa rotina de exercícios físicos, cuidados com a saúde mental e desenvolvimento tecnológico.

Cabe lembrar que, em uma sociedade imersa em uma cultura de consumo e produção de imagens em escala, a busca por resultados que impactem diretamente a aparência se torna ainda maior. Por outro lado, também há um questionamento sobre as possibilidades reais de se conquistar alguns anos a menos na aparência do rosto e do corpo.

Em meio a tantas perguntas, alguns fatores apontam o que é realmente possível alcançar e o que está contribuindo para que as pessoas estejam com uma aparência mais jovem, quando comparadas a de seus pais na mesma idade, por exemplo.

Menos cirurgias, mais tecnologia

Foto: Adoxy/Divulgação

Estamos em um momento em que presenciamos o que há de mais moderno em tecnologia, ciência e busca por conhecimento no universo do cuidado pessoal. É o que explica Michele Matias, presidente da Adoxy, fisioterapeuta dermatofuncional e doutoranda em Ciências da Saúde.

O avanço do mercado da estética permite que as pessoas não só obtenham resultados satisfatórios com menos intervenção, como também diminuam os riscos inerentes a qualquer cirurgia. Michele ainda alerta para o fato de que, muitas vezes, a opção de se fazer um procedimento cirúrgico vem da ideia de que os resultados serão a curto prazo.

“Alguns se esquecem que ao optar por cirurgias estéticas ainda existe a possibilidade de a continuidade do tratamento ser necessária. É o caso de pacientes que fazem uma lipoaspiração e ficam com fibrose ou flacidez pós-procedimento, por isso precisam recorrer a soluções executadas por meio de aparelhos de criofrequência e de radiofrequência, por exemplo.”

Um ponto a ser observado é que esse aparelho é capaz de oferecer resultados para o rejuvenescimento e flacidez da pele, estimulando a produção de colágeno e de elastina pelo corpo, substâncias importantes para sua firmeza e jovialidade. Entre os efeitos, está ainda a diminuição da gordura localizada, celulite, estrias, rugas e linhas de expressão. Benefícios que podem colaborar para que muitas pessoas evitem a mesa de cirurgia.

As técnicas de harmonização facial e corporal e a busca por procedimentos feitos por  equipamentos de criolipólise também aparecem na lista dos aliados que colaboram para uma boa aparência, sem a necessidade de cirurgia. No caso da criolipólise, por exemplo, já é possível eliminar até 82% da gordura localizada com tratamentos não invasivos, sem necessidade de corte.

O poder do filtro solar e dos cosméticos

Assim como a tecnologia dos aparelhos estéticos evoluiu, os cosméticos também deram passos largos. O que vale tanto para os produzidos em escala industrial, quanto os que podem ser personalizados por meio de fórmulas manipuladas.

Princípios ativos como o retinol, vitamina C, ácido glicólico e ácido hialurônico são apenas alguns dos exemplos que figuram no rol dos queridinhos nas fórmulas dos dermocosméticos que colaboram para combater o envelhecimento da pele.

Entretanto, em meio a tantas opções, existe uma que é quase unanimidade: o filtro solar. A popularização e um maior incentivo ao uso do produto colaborou para que uma geração pudesse prevenir o fotoenvelhecimento, um processo de envelhecimento mais rápido induzido pela exposição da pele desprotegida à radiação solar.

De acordo com um post do Instagram de Victor Infante, influenciador digital e doutor em ciências farmacêuticas e cosméticos, no processo de fotoenvelhecimento a pessoa apresenta sinais clínicos de envelhecimento diferente do cronológico.

https://www.instagram.com/p/CNDsJTWhqt8/ (incorporar no artigo)

Victor ainda alerta que, além dos fotoprotetores serem aliados no combate ao fotoenvelhecimento, representam uma questão de saúde. O uso correto do produto é responsável por evitar mutações no DNA que causam o câncer de pele, melanoses, alterações histológicas, entre outros problemas.

Investimento em bem-estar

A busca pelo bem-estar físico e emocional se tornou intensa na sociedade e provoca impactos na maneira como envelhecemos. De forma direta, é possível citar a influência da diminuição do tabagismo no Brasil que, segundo o IBGE, passou de 34% em 1989 para 12% da população em 2019.

Os cuidados odontológicos e tratamentos ortodônticos também estão entre os fatores que se relacionam com a maneira como o espelho vem se tornando mais amigo da nossa imagem. Entretanto, existem outras questões relacionadas à transformação do modo trabalho da sociedade.

Atualmente, grande parte das pessoas executa tarefas que exigem menos esforço físico, o que vale até mesmo para as atividades domésticas. Por fim, a popularização de técnicas de autoconhecimento e meditação ajudam a colaborar com os elementos que fazem parte do novo modo de envelhecer do século 21.

PORTALBELMONTE é um portal de notícias de Belmonte e região com mais de 20 anos de credibilidade trazemos sempre o que acontece de mais relevante para você. Telefones: (73)99954-2314 Endereço: Travessa Santo Antonio, 13 - Barrolândia - Belmonte - BA