Prepare-se

ESPARTANOS – O que um atleta precisa fazer para crescer na profissão

atleta espartano

Ser atleta requer muito treino e disciplina, principalmente se esse for o meio pelo qual o indivíduo vai ganhar a vida. De fato, são muitos sacrifícios, suor e horas empenhadas para se destacar dos demais.

É imprescindível que o profissional tenha uma saúde de ferro. No caso, mesmo em situações onde o físico não é muito utilizado, um organismo saudável permite mais desempenho durante as competições.

Outro ponto importante é o foco do profissional. Não adianta apenas querer viver como atleta: é preciso colocar a mão na massa e se dedicar com afinco.

A rede de contatos também faz muita diferença para seu crescimento no mundo esportivo. Afinal, quanto mais conhecido, maior a probabilidade de se sustentar como esportista.

Quer ver mais alguns detalhes importantes? Leia até o final!

Todo atleta precisa cuidar da saúde

Quando falamos em atletas, a primeira coisa que vem à mente são pessoas com físico perfeito executando coisas espetaculares. No entanto, vale lembrar que certos esportes não demandam musculatura nenhuma, como é o caso do xadrez.

Porém, mesmo quando o esporte não requer uso de força física, é importante manter a saúde do corpo. Nesse caso, um suplemento bastante indicado é o Ômega 3

Seus benefícios foram comprovados através de diversos testes clínicos, e seu uso pode se dar por qualquer tipo de esportista.

Além disso, manter uma dieta balanceada é a chave para a saúde perfeita.

É preciso ter foco para crescer como atleta

Para crescer em qualquer profissão, não apenas nas esportivas, é preciso ter foco.

Em suma, isso significa não descuidar de seus treinos, da dieta e da mentalidade de competidor. Ou seja, você precisa fazer o que há de ser feito, sem pestanejar em nenhum momento.

Da mesma forma, é vital se dedicar a apenas um esporte por vez. Portanto, nada de ser um atleta poliesportivo no início: domine um esporte antes de seguir para outro.

A mentalidade correta é essencial para manter o foco. Trabalhar com metas menores pode ser a chave para alcançar objetivos enormes.

O networking é fundamental em qualquer profissão

O salário dos atletas, na maioria dos casos, é composto por uma bolsa do governo, patrocínios de empresas e publicidade. Portanto, ter um ótimo networking é fundamental para ser bem-sucedido no mundo esportivo.

Para fazer isso, o ideal é sempre aparecer em veículos de comunicação — de maneira positiva. Ou seja, busque difundir o seu esporte na cidade/estado onde mora, trabalhando com voluntariado ou redigindo conteúdos sobre ele.

Além disso, se engaje com causas que beneficiem o esporte de forma geral, e procure ter voz dentro da comunidade de atletas brasileira.

Mais do que isso, frequente o máximo de eventos esportivos que você puder. Faça contatos nesses eventos, procure conhecer projetos e, quem sabe, oportunidades de trabalho.

Uma ótima ideia é apresentar algum material nesses eventos, fazendo com que seu rosto fique visível para o maior número de pessoas possível. Assim, além de demonstrar proatividade — algo muito raro nos dias de hoje —, pode ser que algumas empresas se interessem por você.

Lembre-se que ser atleta é representar uma marca que, no caso, é você mesmo. Portanto, seu objetivo é apresentá-la para os outros, permitindo que conheçam seu trabalho e a pessoa que você é.

Encontre o que te destaca na multidão

O mundo já está cheio do famoso “mais do mesmo”: pessoas que, ao invés de encontrarem e amplificarem suas habilidades, apenas imitam as habilidades de terceiros.

É por isso que a maioria das pessoas do meio esportivo costuma falar coisas bastante parecidas, assim como seguem rotinas de treino iguais. Isso é ótimo no começo de sua carreira, mas com certeza se torna um limitador para seu crescimento.

Quem quer viver como atleta precisa encontrar seu ponto-forte e trabalhá-lo o melhor possível.

Com o passar do tempo, você vai se distanciar da multidão, ficando mais visível às oportunidades do meio esportivo. 

Você já parou para pensar que as grandes estrelas do esporte podem não ser os melhores atletas no que fazem? Assumindo que isso seja verdade, onde estão os melhores  e por que não tomam o lugar dos primeiros? Essa é uma reflexão muito válida para quem quer seguir essa carreira.

Tenha maturidade emocional

Por fim, um divisor de águas entre profissionais e amadores é a maturidade emocional. No caso, os profissionais sabem lidar com suas emoções de maneira eficiente. Isso impede, por exemplo, que a frustração de uma derrota seja carregada para outra partida.

Da mesma forma, ter maturidade emocional significa não afrouxar enquanto a vitória está visível. Ou seja, mesmo com um placar vantajoso, não é maduro jogar com menos afinco.

Por fim, ser atleta significa entender sua condição de ser humano: imperfeito, mas melhorando a cada dia que passa. Portanto, saber ouvir críticas é um ponto crucial para crescer nessa profissão.

Gostou do conteúdo deste post? Compartilhe com seus amigos!

Banner de propaganda da agência de sites GR3 WEB

Related posts
Prepare-se

Gucci: 8 curiosidades sobre a marca

Por ser uma das marcas de luxo mais desejadas, um dia você pode admirar um saco Gucci e no próximo…
Read more
Prepare-se

Estilizando Panos de Prato atacado

Os panos de prato atacado não são úteis apenas na hora de cozinhar e de secar a louça, mas…
Read more
Prepare-se

TIM Black Família: conheça os planos para sua família

A sua família fica toda conectada pelo celular? Você conversa com seus filhos pelo WhatsApp, bem…
Read more
Newsletter
Cadastre seu e-mail

Cadastre seu e-mail e receba nosso conteúdo exclusivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *