BK2

EDITORIAL: Fanatismo político é uma doença?

fanatismo político pode ser considerado uma doença? Essa é uma questão que ganhou relevo nos últimos anos com a escalada da tensão política no Brasil e no mundo.

Observando o comportamento das pessoas mais radicalizadas na defesa de suas crenças, nos acostumamos a testemunhar cenas intolerância e até de violência.

Um comportamento que sem dúvida destoa do padrão e oferece riscos ao indivíduo que se comporta de maneira tão ardorosa, e por vezes inconsequente, e as pessoas ao seu redor.

Ora, comportamento que gera danos físicos e mentais a si próprio e a terceiros não é uma característica de transtorno mental? Não se trata de uma psicose?

Neste artigo me proponho a esclarecer essa questão, definir o que é fanatismo político, quais são os seus efeitos e se existe algum tratamento. Siga na leitura.

O que é fanatismo político?

Fanatismo político se trata de uma defesa obsessiva, acrítica e apaixonada por uma crença ou comportamento na qual não se admite o contraditório, isto é, refutação. Dá pouca abertura para tolerância a ideias contrárias.

No dito popular, uma pessoa que costuma “passar do ponto” quando o assunto é política, enfrenta sérias dificuldades para se conter ou não consegue desviar do assunto.

Mas é uma doença?

Apesar do comportamento, digamos, acima do tom, do desequilíbrio emocional, da forma excessivamente contundente e por vezes até agressiva, verbal e fisicamente, de uma pessoa fanática por uma crença política, o fanatismo político não é considerado uma doença.

A literatura psiquiátrica existente sobre o assunto o classifica como um comportamento disfuncional, mas que não chega a ser uma doença.

Como identificar um fanático político?

Há três elementos a se levar em conta para classificar alguém como um fanatismo político.

Quando o discurso do indivíduo se mostra por demais exacerbado as normas culturais do entorno, intolerante a qualquer divergência levantada e ignorando incoerências flagrantes nos seus argumentos, está caracterizado um fanatismo político.

Sair da versão mobile