BK2

É possível se aposentar trabalhando no exterior?

Você já pensou em se aposentar trabalhando no exterior

Muitas pessoas sonham em viver em outro país, seja por motivos pessoais, profissionais ou simplesmente por curiosidade. 

Mas será que é possível se aposentar trabalhando no exterior? A resposta é: depende.

Depende de vários fatores, como o tipo de trabalho que você faz, o país onde mora, o tempo que pretende ficar.

Bem como os acordos internacionais que existem entre o Brasil e o país de destino, e claro, a sua situação previdenciária.

Neste conteúdo, explicaremos quais são os requisitos, os benefícios e os desafios de se aposentar no exterior.

Quais os tipos de aposentadorias no exterior?

A mudança para outro país exige um planejamento de aposentadoria e de todos os processos que envolvem a sua vida pessoal e profissional.

Você precisa saber que existem diferentes tipos de aposentadoria no exterior.

A aposentadoria por tempo de contribuição, a aposentadoria por idade, a aposentadoria por invalidez e a aposentadoria especial.

Cada uma das aposentadorias tem suas próprias regras e condições, que podem variar de acordo com o país de destino.

Confira as principais informações sobre cada uma delas:

Aposentadoria por tempo de contribuição

A aposentadoria por tempo de contribuição é aquela que você recebe depois de ter contribuído por um determinado período para o sistema previdenciário do país onde você trabalha. 

Geralmente, é necessário ter pelo menos 15 anos de contribuição e uma idade mínima, que pode ser entre 60 e 65 anos. 

Essa é a modalidade mais comum para quem trabalha no exterior.

Aposentadoria por idade

A aposentadoria por idade é aquela que você recebe quando atinge uma certa idade, independentemente do tempo de contribuição. 

Essa idade pode variar de 60 a 70 anos, dependendo do país. 

Essa é uma opção para quem não tem tempo suficiente de contribuição ou não consegue comprovar seus vínculos empregatícios.

Aposentadoria por invalidez

A aposentadoria por invalidez é aquela que você recebe quando fica incapacitado de trabalhar por causa de uma doença ou acidente. 

Nesse caso, é preciso comprovar que você tem uma condição permanente e irreversível que impede o exercício de qualquer atividade laboral. 

Essa é uma alternativa para quem sofre algum imprevisto grave durante sua estadia no exterior.

Aposentadoria especial

A aposentadoria especial é aquela que você recebe quando trabalha em condições que prejudicam sua saúde ou integridade física. 

Por exemplo, se você trabalha em áreas de risco, com exposição a agentes nocivos ou com jornadas extenuantes. 

Nesse caso, você pode se aposentar com menos tempo de contribuição e idade, mas precisa comprovar que sua atividade era insalubre ou perigosa.

O que é preciso considerar para se aposentar no exterior?

Para se aposentar no exterior, você também precisa levar em conta alguns fatores.

Como o custo de vida, o clima, a cultura, o idioma, a segurança e a qualidade dos serviços públicos do país escolhido.

É fundamental também verificar os empregos mais bem pagos da área da saúde nos EUA e em outros países, que podem acabar influenciando no cálculo da aposentadoria. 

Além disso, os Estados Unidos é um lugar de oportunidades.

Verifique também se o país tem um acordo de previdência social com o Brasil e utiliza tecnologia jurídica.

Que permite o reconhecimento das contribuições feitas nos dois países e o pagamento dos benefícios em moeda local.

Os países que têm acordo de previdência social com o Brasil são: 

Se você pretende se aposentar em um desses países, pode solicitar o benefício diretamente no órgão competente do país.

Ou no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do Brasil.

Mas, caso você pretenda se aposentar em um país que não tem acordo de previdência social com o Brasil, pode optar por receber o benefício apenas do país onde você trabalhou ou do Brasil. 

Nesse caso, precisa solicitar o benefício separadamente em cada país e cumprir os requisitos exigidos por cada um. 

Você também precisa estar atento às taxas de câmbio e às regras fiscais que podem afetar o valor do seu benefício.

Se aposentar no exterior pode ser uma ótima oportunidade para quem quer ter uma experiência diferente e aproveitar os benefícios de viver em outro país. 

No entanto, é preciso planejar bem e se informar sobre as condições e os direitos que você terá como aposentado. 

Assim, poderá desfrutar da sua merecida aposentadoria com tranquilidade e segurança.

Sair da versão mobile