Debate na TV Bahia é marcado por ataques à declaração de pardo de ACM Neto

O debate promovido pela TV Bahia entre os candidatos ao governo do estado, na noite desta terça-feira (27), foi marcado pelo ataque dos três adversários a ACM Neto pela polêmica de sua auto declaração de pardo no registro de sua candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

WhatsApp Image 2022-09-27 at 23.40.14

O candidato do PT ao Governo do Estado, Jerônimo Rodrigues, criticou durante o debate da TV Bahia, realizado nesta terça-feira (27) a postura do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, sobre a falta de posicionamento em relação às eleições presidenciais entre Lula e Bolsonaro, candidatos que polarizam a disputa presidencial, e seus reflexos na Bahia.

“Para mim não é tanto faz”, criticou Jerônimo sobre posição de ACM Neto, ao destacar que essa postura de não assumir quem é seu candidato a presidente não passa de “oportunismo”. O candidato do Time de Lula na Bahia disse ainda que é preciso ter lado, assumir seu posicionamento em relação a dois projetos distintos: o de Lula, de comida na mesa, garantia de emprego e prosperidade e de Bolsonaro, de volta da fome, do aumento do desemprego, da pobreza.

Jerônimo destacou ainda que o ex-prefeito de salvador fez campanha para o atual presidente da república e que seu grupo político indicou os cargos federais na Bahia, mas agora diante da grande rejeição a Bolsonaro, que chega a mais de 80% no estado, não assume sua relação com ele.

WhatsApp Image 2022-09-28 at 01.18.05

O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), destacou que a Bahia precisa sair da política do atraso representada pelos dois grupos que se alternam no poder. “Não são apenas 16 anos. São dois grupos que se revezam no poder e têm por hábito aumentar os impostos e pesar isso no pescoço do cidadão. E é por isso que a Bahia está ficando para trás”, disse Roma, ao se referir aos candidatos Jerônimo Rodrigues (PT) e ACM Neto (União Brasil).

No segundo bloco do debate da TV Bahia, realizado na noite desta terça-feira (27), Roma ressaltou que representa um governo diferente, que zerou impostos muitos produtos. “O Brasil ainda está aumentando a arrecadação. O que é lógico, pois quando se alivia em cima do consumidor, a economia flui. O que nós vamos fazer é pensar numa Bahia grandiosa”, disse Roma.

Roma, em confronto direto com ex-prefeito de Salvador, disse que o “de deslealdade entende ACM Neto”. O ex-ministro da Cidadania disse que ACM, após 20 anos de dedicação do amigo e compadre ao projeto dele, não ficou feliz por vê-lo ser chamado para ser ministro da Cidadania.

Roma ainda respondeu aos ataques feitos à honra dele e da família: “se o senhor não respeita a sua família, respeite a minha família, que eu tenho muito valor porque eu, assim como o presidente Bolsonaro, defendo Deus, família, pátria e liberdade. O senhor não sabe se é carne ou se é peixe, não tem posições definidas, fica apenas com sua sanha pelo poder”.

Roma destacou que o ex-prefeito quer tratar a todos como capachos, o que se repete com o atual prefeito de Salvador, Bruno Reis. “Vamos desmascarar essa farsa. Eu mesmo votei em Bruno Reis para ser prefeito de Salvador, mas não para ser assessor político de ACM Neto, que é o que ele tem feito e deixando a cidade da forma que está”.

WhatsApp Image 2022-09-28 at 01.12.11

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) afirmou que seus adversários fizeram combinação nos dois últimos blocos no debate da TV Bahia para evitar a discussão com ele e destacou estar preparado para governar a Bahia. Ele ainda ressaltou que irá governar com qualquer presidente eleito pelos brasileiros e apontou que irá enfrentar os graves problemas do estado, como na educação, saúde e segurança pública.

“Lamentavelmente, houve aqui uma combinação entre os candidatos para que, nos dois últimos blocos, eu não fosse perguntado, para caçarem a minha palavra. Mas não tem problema nenhum, porque eu venho falando com os baianos desde o começo do ano passado. E eu me preparei a vida inteira para esse momento. Me preparei em mais de 20 anos de vida pública para ser governador do estado da Bahia”, disse, em suas considerações finais.

ACM Neto destacou que, no próximo domingo (2), só há dois caminhos. “De um lado, votar pela manutenção daqueles que estão aí há 16 anos, tiveram muitas oportunidades e a Bahia hoje é campeã nacional de homicídios, campeã de desemprego, a Bahia tem a fila da regulação matando as pessoas e a pior qualidade da educação do Brasil. Por tabela, ainda leva o secretário de educação (Jerônimo Rodrigues) que deixou a Bahia em último lugar do Brasil como candidato a governador”, continuou.

O outro caminho, salientou, é votar pela mudança, pelo futuro. “Vocês foram ameaçados a eleição inteira como se eles fossem donos dos votos de vocês, não são. Vá com fé, no dia 2 de outubro vote no presidente que você quiser, no presidente do seu coração, da sua esperança, da sua confiança. E eu te asseguro que se você também votar 44 para governador, eu vou trabalhar com o próximo presidente da república”, frisou.

O candidato do União Brasil pontuou ter trabalhado, ao longo de seus oito anos de gestão em Salvador, com três presidentes da República diferentes. “Nenhum deles do meu partido. E saí como o melhor prefeito do Brasil, não como o pior secretário de Educação do Brasil. Finalmente, quero dizer a vocês que eu estou nessa luta, nessa caminhada por amor à minha terra”, finalizou.

PORTALBELMONTE é um portal de notícias de Belmonte e região com mais de 20 anos de credibilidade trazemos sempre o que acontece de mais relevante para você. Telefones: (73)99954-2314 Endereço: Travessa Santo Antonio, 13 - Barrolândia - Belmonte - BA