Festas & EventosMarketing DigitalMundoNacionaisSul da Bahia

Vale a pena investir em um delivery de comida?

Se você pensa em empreender no mercado de alimentação no Brasil, pode estar se perguntando se vale a pena investir em um delivery de comida, como um restaurante no Rappi Delivery ou com operação própria. Afinal de contas, com o contexto atual, essa pode ser a única opção disponível para a sua empresa. Mas e no futuro próximo? Qual a previsão do mercado?

Como você obviamente já sabe, a pandemia do novo coronavírus causou uma série de alternâncias no mercado nacional, especialmente o de alimentação. Só na cidade de São Paulo, 12 mil bares e restaurantes fecharam as portas e 70% das empresas da área que restaram se endividaram para poder manter a operação em funcionamento até o fim da pandemia, o que parece ainda longe demais.

Quem ajudou a manter o mercado aberto foi o setor de entregas em casa, que aumentou consideravelmente o seu faturamento. Mas será que vale a pena investir em um delivery de comida? Quais são os fatores que impactam nessa decisão? Confira alguns pontos que ajudarão na sua tomada de decisões a seguir!

Vale a pena investir em um delivery de comida: 5 pontos a considerar

1. Pandemia

A pandemia do novo coronavírus é um fator a ter atenção nesse momento. Além dela exigir alguns cuidados de higiene e segurança para todas as empresas, ela ainda afeta muito o comportamento do consumidor.

No caso dos deliverys, a mudança foi positiva: o segmento aumentou muito o seu faturamento e o número de pedidos em 2020, graças ao fato de que mais pessoas ficaram em casa. Mas isso é positivo ou negativo?

Ainda é cedo para dizer. É fato que a pandemia acelerou a adoção de plataformas de delivery por parte dos consumidores. A princípio, isso faz com que seja vantajoso investir na área. Mas será que esse comportamento se manterá no futuro próximo?

Ah, por falar nisso…

2. Hábito do consumidor

O hábito do consumidor está entre os principais fatores que fazem com que seja mais ou menos vantajoso investir em qualquer área. Na questão do delivery de comida, a verdade é que a população está habituada com a tecnologia. Hoje em dia, ficar em casa e pedir comida é um programa comum, agradável para famílias, namorados e todo o tipo de consumidor.

Por isso, a não ser que o fim da pandemia reverta esse comportamento, esse é um ponto positivo para quem quer empreender com delivery.

3. Custos

Trabalhar com um delivery é mais barato do que com atendimento presencial. Isso é um fato que não dá para negar.

Em primeiro lugar, o atendimento presencial inclui gastos de estrutura (aluguel do espaço, IPTU, contas de energia, gás, água) e de pessoal (garçons e outros profissionais).

Em segundo lugar, é fato que o delivery conta com custos que o presencial não têm (taxa do app, motoboy, embalagens), mas são gastos bem menores. Portanto, a operação tende a ser bem mais barata.

Isso resulta em uma margem de lucro maior para o mesmo produto sendo vendido nas duas vias. É por isso que existem restaurantes que só trabalham com delivery, sem sequer cogitar a possibilidade de atender presencialmente (a economia com espaço é muito significativa).

4. Flexibilidade

O atendimento via delivery é mais flexível para pequenos empreendedores. Por exemplo, imagine que você queira aumentar a sua renda e quer vender lanches ou pequenas marmitas feitas em casa. Com o delivery, você consegue. Com o atendimento presencial, não.

Por isso, modelos de negócios diferentes tendem a ser contemplados pela opção de entrega. Já modelos mais tradicionais têm melhores resultados no atendimento presencial, especialmente aqueles que dependem do consumo de profissionais que estão trabalhando na hora do almoço.

E por falar nisso…

5. Modelo de negócios

A grande questão que determinará se vale ou não a pena investir em um delivery de comida é o seu modelo de negócios. Dependendo do que você quer, que tipo de público quer alcançar e como são seus pratos, o delivery é a melhor opção.

No entanto, dependendo do tipo de experiência que você quer oferecer, o delivery pode sequer ser uma alternativa válida. Vai depender do que realmente o seu negócio propõe aos clientes.

Agora que você já viu esses pontos acima, pode decidir se vale a pena investir em um delivery de comida no seu contexto. Sim: a decisão nunca é gravada em pedra e única independentemente de cada pessoa que reflete sobre o assunto. Afinal de contas, cada contexto pode fazer com que seja mais ou menos interessante investir em um delivery de comida. Suponha que você trabalha das 9h às 17h todos os dias e quer abrir um restaurante próprio. Talvez fazer delivery de sexta, sábado e domingo seja um modelo de negócios que vale a pena. Já se você tiver um ponto comercial bem no centro da cidade, o atendimento presencial pode ser mais vantajoso.

Seja como for, agora você já sabe se vale a pena investir em um delivery de comida ou não. Comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

Banner de propaganda da agência de sites GR3 WEB

About author

Articles

PORTALBELMONTE é um portal de notícias de Belmonte e região com mais de 20 anos de credibilidade trazemos sempre o que acontece de mais relevante para você. Telefones: (73)99954-2314 Endereço: Travessa Santo Antonio, 13 - Barrolândia - Belmonte - BA
Related posts
EconomiaNacionais

Petrobras reajustou preço da gasolina e do diesel novamente

APetrobrasvai reajustar mais uma vez os preços da gasolina e do diesel para as…
Read more
NacionaisPolitica

Bolsonaro deve se filiar ao PL e não ao PP

Em Brasília, segundo comentários de colunistas políticos, está quase tudo certo para o…
Read more
NewsSul da Bahia

Nota de posicionamento da Veracel sobre acidente ocorrido no TMB que vitimou o colaborador Clodoaldo Iraçu.

A Veracel Celulose lamenta o triste acidente ocorrido na tarde deste domingo (24) no Terminal…
Read more
Newsletter
Cadastre seu e-mail

Cadastre seu e-mail e receba nosso conteúdo exclusivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *