BK2

Rui Costa repete Bolsonaro e deixa entrevista coletiva sem responder a jornalistas

Ex-governador e hoje ministro da Casa Civil do governo Lula (PT), Rui Costa (PT) deixou uma entrevista coletiva em Brasília (DF), nesta segunda-feira (18), ao ser questionado sobre a escalada da violência na Bahia.

Atitude comum do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) quando lhe perguntavam algum assunto desconfortável, Rui repetiu a cena que tanto os petistas criticaram.  

Rui ignorou a imprensa ao ser questionado sobre a violência na Bahia. “Hoje é PAC…”, desconversou o petista, que ignorou o repórter e se recusou a comentar assuntos diversos à nova versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), pauta do dia.

“Mas o senhor foi governador, ministro”, insistiu o jornalista. Já de costas e se distanciando da imprensa, Rui rebateu: “Fui”. 

Violência

A escalada de violência na Bahia tem sido o principal problema político e estrutural do governador Jerônimo Rodrigues (PT), que ainda assim descarta uma intervenção federal no estado, fazendo de conta que seu governo ainda consegue controlar a situação.

Três viaturas blindadas da Polícia Federal chegaram à capital baiana, Salvador, para passar a sensação de segurança. Mas a medida pode não surtir efeito. O clima em Salvador e região metropolitana é de guerra civil. Um policial federal foi morto no dia 15/9 em confronto com facção criminosa, durante operação policial em um bairro da periferia da capital baiana.

Sair da versão mobile