BK2

Empresa canadense vai explorar jazidas de areia silicosa no município de Belmonte

A Homerun Brasil Mineração Ltda, subsidiária da canadense Homerun Resources Inc., apresentou proposta à CBPM (Companhia Baiana de Pesquisa Mineral) para pesquisar areia industrial em quatro áreas de titularidade da CBPM, situadas em Santa Maria Eterna, no município de Belmonte, no estado da Bahia. A proposta foi entregue à CBPM no dia 25 de outubro, pelo representante legal da empresa, Antônio Vitor Júnior.

Em julho deste ano, a CBPM participou de uma reunião com a Homerun Resources Inc. e na ocasião foi assinado um documento de compromisso de confidencialidade, entre o presidente da CBPM, Henrique Carballal, o diretor técnico da CBPM, Manoel Barretto e o CEO da empresa estrangeira, Brian Leeners, com o objetivo de levar para os Estados Unidos uma quantidade da areia de sílica do Brasil para testes naquele país. “É uma grande satisfação poder firmar um contrato com uma empresa que vai trazer tecnologia para a Bahia e consequentemente para o Brasil. Isso demonstra a verdadeira união dos povos, que, desde os primórdios, se unem por unidade de vontade, baseados no desejo de transformar a realidade, gerando um desenvolvimento incalculável à nível mundial”, salientou o presidente da CBPM, Henrique Carballal.

Estudos da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração do Estado da Bahia, apontam que Santa Maria Eterna é privilegiada com areia silicosa de alta pureza, com especificações necessárias à fabricação de vidros planos transparentes e vidros especiais, podendo ainda, gerar como subproduto areia fina aplicável na indústria de cerâmica (cerâmicas branca e esmaltada).
A areia silicosa de Belmonte, ainda pode ser utilizada na produção de silicato de sódio e na produção de tetracloreto de silício e seus derivados. Havendo compensação econômica, areias ainda mais puras poderão ser obtidas por separação magnética e/ou lixiviação ácida.

Sair da versão mobile