Embasa alerta sobre consumo de água durante temporada de calor

Diversos municípios do extremo sul baiano vêm enfrentando uma onda de calor alarmante desde a última sexta-feira (22) e, conforme o Instituto Nacional de Metereologia (Inmet), permanecerá durante toda a última semana do mês de setembro. Por isso, a Embasa tem buscado orientar os usuários a fazer o uso consciente de água durante esse período.

Com o aumento significativo da temperatura, que tem chegado a até 37°, com sensação térmica de aproximadamente 40°, em municípios como Itamaraju e Teixeira de Freitas, a população tende a aumentar o consumo de água nos imóveis, muitas vezes, promovendo desperdício. Conforme o gerente regional da Embasa, Damiraldo Silveira, na busca de um conforto térmico, as pessoas usam mangueiras para molhar ambientes, paredes, ruas e calçadas, e até banhos. “Essa prática gera apenas um conforto momentâneo ao custo de muita água tratada jogada fora e da derrubada das pressões na rede de abastecimento público ao longo do dia, que prejudica não só o abastecimento no imóvel, mas todos que utilizam a rede pública de distribuição de água”, explicou Damiraldo.

Visando a qualidade na prestação dos serviços, a Embasa se antecipou e realizou uma série de ações para assegurar que a população continue com acesso regular à água potável nesta época. “Para enfrentar o calor, aumentamos o volume de captação de água bruta para que o sistema de abastecimento consiga atender toda a população, operando, inclusive, com mais horas de distribuição de água”, salientou a gerente da Embasa em Itamaraju, Jandaia Martins.

A empresa também investiu em tecnologia, como a telemetria, que permite o monitoramento remoto da pressão em pontos da rede distribuidora, garantindo mais agilidade na correção de vazamentos e menos perda de água tratada.

Para a assistente social da Embasa, Claudice Pires, medidas domésticas podem contribuir para enfrentar o calor sem transtornos. “Ter uma caixa d’água no imóvel é o mais importante, pois ela garantirá o abastecimento contínuo mesmo em interrupções temporárias por razão de reparos na rede de distribuição. Não lavar carros com mangueiras, reduzir o tempo de banho e regular a válvula ou caixa de descarga periodicamente para evitar vazamentos, também são essenciais”, explica.

Para um consumo econômico, é necessário conhecer os hábitos errados no uso da água e compreender o que pode ser mudado para reduzir o volume consumido. Um exemplo prático é o uso do chuveiro, que é responsável por mais de 30% do volume de água usado mensalmente em uma residência. Reduzir em cinco minutos o tempo do banho, pode resultar em uma economia de 1.350 litros de água ao final do mês, por exemplo.

PORTALBELMONTE é um portal de notícias de Belmonte e região com mais de 20 anos de credibilidade trazemos sempre o que acontece de mais relevante para você. Telefones: (73)99954-2314 Endereço: Travessa Santo Antonio, 13 - Barrolândia - Belmonte - BA