Prepare-se

Como será o futuro dos restaurantes: conheça as tendências

futuro dos restaurantes

Você já se perguntou como será o futuro dos restaurantes? Se não, então é importante começar a pensar nisso, especialmente se você está dentro dessa área do mercado ou se pretende abrir um restaurante em breve. Afinal de contas, se você souber o que acontecerá no futuro, poderá preparar a sua empresa desde já para aproveitar ao máximo as tendências do futuro.

Hoje em dia, o mercado dos restaurantes já é muito diferente do que vimos nos últimos anos ou décadas. Por exemplo, imagine uma experiência comum em um restaurante nos anos 90 e imagine como é agora. Antigamente, íamos até o local, esperávamos a fila ou conseguíamos uma mesa, fazíamos o pedido e havia todo um processo até receber a comida. Hoje em dia, é possível comprar dos melhores restaurantes com delivery em apenas alguns poucos cliques.

E aí, quer aprender como será o futuro dos restaurantes? Então confira as principais tendências de futuro da área abaixo!

Como será o futuro dos restaurantes: 4 tendências a ter em mente

1. Mais Dark Kitchens

Um dos elementos mais importantes a ter em mente sobre o futuro dos restaurantes é a maior disseminação das chamadas Dark Kitchens. Esse é um conceito ainda novo aqui no Brasil, embora já esteja presente em uma quantidade significativa para ser notado como tendência.

Uma Dark Kitchen é uma cozinha de restaurante que não faz atendimentos presenciais. Ou seja, não é possível ir até o local para uma refeição. No entanto, a empresa aceita pedidos via delivery, entregando todos os seus pratos para os clientes dessa forma. É, por assim dizer, uma cozinha que só trabalha com delivery.

No entanto, o mais interessante do conceito é que uma Dark Kitchen não precisa estar atrelada a somente um tipo de restaurante ou de nome fantasia. O que isso significa? É simples: a mesma Dark Kitchen, comandada pelo mesmo CNPJ, pode ter 3 ou 4 “restaurantes” abertos nos apps de delivery. Por exemplo, o mesmo CNPJ pode ser representado pela “Pizzaria Tutti Buoni”, que vende pizzas, pelo “Sushi Oriental”, de comida japonesa, pela “Hamburgueria do Zé”, que vende lanches, e pela “Marmitas da Sônia”, que vende marmitas no almoço.

Na prática, a Dark Kitchen é uma empresa que tem várias frentes e vários nomes fantasias no mercado, atendendo apenas delivery e pegando clientes de vários segmentos. Com o tempo, essa será uma tendência cada vez maior no país.

2. Delivery mais importante

No período pré-pandemia, muitos restaurantes afirmavam que o delivery correspondia a, no máximo, 30% do seu faturamento. Era muito raro um caso em que a entrega era maior do que isso.

Hoje em dia, no entanto, muitos negócios vivem somente de delivery, mesmo em restaurantes tradicionais. Isso aconteceu por causa do crescimento de 187% dos aplicativos de delivery em 2020, mas também por uma mudança no hábito do consumidor motivada pela pandemia.

Na prática, veremos o delivery como um papel mais importante no restaurante do futuro. Inclusive, não demorará para alguns itens serem exclusivos do cardápio de delivery e os dois pontos de atendimento serem diversos dentro do mesmo restaurante.

3. Experiência contactless

Se a pandemia do novo coronavírus não transformou você em um “germofóbico”, então seu caso é uma exceção. Claro que estamos sendo exagerados, mas a verdade é que muita gente deixou de fazer certas atividades por causa do medo de contágio.

Isso se traduzirá no futuro também. Hoje em dia, muitos restaurantes no Japão já oferecem uma experiência contactless (sem contato): o cliente chega, pede o prato em um tablet ou app no celular, recebe o pedido por um trilho, come e paga sem precisar interagir ou ter contato com nenhum atendente do restaurante.

Essa experiência será mais comum no futuro, tanto por causa de possíveis pandemias, como por causa da otimização dos meios de produção dos restaurantes.

4. Inteligência Artificial em todo lugar

A Inteligência Artificial promete mudar completamente o mundo nos próximos anos. Ela já é muito usada hoje, mas em questão de 10 ou 20 anos, será praticamente uma unanimidade em todos os lugares.

Nos restaurantes, ela será muito usada para uma maior otimização do trabalho interno local. Ela será usada para analisar mesas e descobrir oportunidades para maior rotatividade, controlará a produção da cozinha e até acelerará o preparo dos pratos. Por exemplo, já existem robôs que fritam hambúrgueres nos EUA e que são produtivos demais para o mercado atual.

E aí, gostou de aprender como será o restaurante do futuro? Essas são as tendências que veremos se realizarem no curto a médio prazo, no máximo. No longo prazo, é até difícil prever o que poderemos ver no mercado de bares e restaurantes. Só resta imaginar o que poderá ser a grande tendência daqui a 50 ou 60 anos. Mas, com certeza, mal podemos esperar para ver o resultado!

O que você acha que será tendência em restaurantes nos próximos anos? Comente abaixo!

Banner de propaganda da agência de sites GR3 WEB

Related posts
PoliticaPrepare-seSul da Bahia

Bahia vai adotar passaporte de vacinação digital e obrigatório para acesso a eventos

O governador Rui Costa revelou nesta terça-feira (14) que o passaporte da vacinação em…
Read more
EducaçãoMundoNewsPrepare-se

Campanha do Governo do Estado contra o preconceito ganha destaque nacional nas redes sociais

Uma nova campanha lançada pelo Governo do Estado da Bahia contra diferentes formas de preconceito…
Read more
PoliticaPrepare-se

URGENTE: Presidente Bolsonaro convoca "CONSELHO DE SEGURANÇA"

Conselho da República: Composto pelo Vice-presidente,Secretário Geralda Presidência…
Read more
Newsletter
Cadastre seu e-mail

Cadastre seu e-mail e receba nosso conteúdo exclusivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *