Minas Gerais

Canal vai levar água do Rio São Francisco para 42 municípios

canal alagoano

Bolsonaro participa cerimônia de conclusão de obra no sertão alagoano

O Canal do Sertão Alagoano utiliza a água do Rio São Francisco para abastecer a área rural de 42 municípios de Alagoas. Quando o projeto, que foi dividido em 8 fases, estiver concluído o canal vai ter 250 quilômetros de extensão e beneficiará 1 milhão de pessoas.

O governo federal investiu R$ 12 milhões para concluir a quarta fase da obra do Canal do Sertão. O presidente Jair Bolsonaro vai participar nesta quinta-feira (4) da cerimônia que marca a conclusão desta etapa. Durante o evento vai ser anunciado novos investimentos de R$ 14,8 milhões no projeto do canal. Com o fim da quarta fase, 113 mil moradores do sertão de Alagoas vão ser beneficiados. 

O agricultor José Laércio é um deles. Ele tem 62 anos e sempre morou no sertão. José conta que antes do canal precisava andar 36 quilômetros para buscar água. Agora, ele abre a torneira e consegue regar a plantação. “Agora eu posso plantar de tudo o ano inteiro e não precisarei mais ficar um dia inteiro caminhando para buscar água”, disse.

O objetivo do Canal do Sertão é garantir o abastecimento para a população numa região atingida pela seca. Os outros trechos do canal que já estão em operação abastecem 228 mil pessoas nos municípios da região do Alto Sertão. A água também é utilizada para irrigar plantações na área rural. São registradas mais de 500 captações para produtores agrícolas, atividade pecuária e comunidades rurais.

Valmir Santana que mora em Piranhas (AL) há 40 anos e trabalhou como pedreiro na obra do canal comemora a chegada da água. “Água é vida e o canal trouxe a vida para o sertão.”

O presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), coronel Giovanne Silva, disse que o canal vai abastecer o sertão alagoano durante o ano inteiro. Outras obras para levar água para regiões de seca estão em andamento e vão ser entregues nos próximos meses e ao longo do ano que vem. “A verdadeira entrega para a população brasileira de obras que estavam paradas e que agora estão sendo entregues para o povo brasileiro”.

Ecoturismo

A cidade de Piranhas em Alagoas, na divisa com o estado de Sergipe, é famosa porque foi o local onde o cangaceiro Lampião e o seu bando foram capturados. A história do cangaço é contada num museu que fica no centro histórico de Piranhas. Na cidade também estão diversas construções do século 19, que deram ao município, que tem cerca de 25 mil habitantes, o título de Patrimônio Histórico Nacional.

Além da riqueza histórica, Piranhas é um roteiro ligado ao ecoturismo no sertão alagoano devido aos cânions do Rio São Francisco. Durante a visita ao município, o presidente Jair Bolsonaro vai sobrevoar a região dos cânions.

Turistas que visitam a cidade costumam fazer passeios de barco para explorar o local. Durante a navegação eles conseguem admirar a água verde do Rio São Francisco e os grandes paredões de pedras alaranjadas. Normalmente o passeio termina com um mergulho nas praias do rio.

Estas atrações turísticas fazem com que Piranhas seja a terceira cidade mais visitada de Alagoas, ficando atrás da capital Maceió e de Maragogi, onde ficam as piscinas naturais.

Edição: Fábio Massalli

Related posts
Minas Gerais

Norte de Minas – Ontem foi celebrado o Dia da Banana, importante fonte de renda no Norte de Minas

Norte de Minas –Prata, Caturra (Nanica), Terra, Ouro, Maçã. A lista com os tipos de…
Read more
Minas Gerais

Minas Gerais se aproxima da marca de 7 mil mortes pela Covid-19

MG – O Estado de Minas Gerais se aproxima a cada dia da marca de sete mil mortes ocorridas em…
Read more
Minas Gerais

Corpo de bombeiros de Salina MG atende ocorrência de resgate de animal silvestre

Uma guarnição do 8º Pelotão de Bombeiros sediado em Salinas/MG deslocou às 07h58min desta data…
Read more
Newsletter
Cadastre seu e-mail

Sign up for Davenport’s Daily Digest and get the best of Davenport, tailored for you.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *