Mulher
Publicada em 04 de Junho de 2017 ás 15:43:10

Queda de cabelo: desequilíbrio emocional é um dos maiores vilões entre as mulheres

São grandes as chances de você, que vive correndo de lá para cá, andar reclamando que seus cabelos estão caindo. Apesar de alimentação inadequada, poluição, fatores genéticos e distúrbios hormonais serem alguns dos responsáveis por agravar a queda dos fios, questões relacionadas ao estresse pioram e aceleramo quadro. A relação entre o lado emocional e o problema capilar está intimamente ligada ao estilo de vida que levamos hoje.

 
"Nos anos 70, a maior queixa do sexo feminino no meu consultório era de cunho estético, como pontas duplas e fios quebradiços e sem brilho. Agora, 95% das pacientes que me procuram buscam solucionar problemas no couro cabeludo e de queda - quando não os dois juntos", relata Glenn Lyons, tricologista e diretor da clínica Philip Kingsley em Londres, marca britânica especializada no assunto.
 
Há dez anos, estudiosos americanos e alemães se debruçam na ligação entre estresse e perda de cabelo. Existem novidades neste campo - e elas são alarmantes. Quando estamos ansiosas e nos excedemos emocionalmente, o sistema nervoso envia sinais químicos que são liberados na raiz do cabelo, o que faz com que haja uma pausa no crescimento. Em seguida, é liberado pelo corpo o cortisol, hormônio do estresse, que também diminui o ciclo natural dos fios. "Mas a maior surpresa é a recente descoberta de que o próprio folículo capilar é capaz de produzir cortisol dentro dele, criando assim uma autoinibição do crescimento", relata Ademir C. Leite Júnior, dermatologista e presidente da Academia Brasileira de Tricologia. Isso significa que o estresse faz com que o próprio cabelo se boicote. "O problema é crônico, duradouro e só acaba quando houver administração do estresse e forem feitos tratamentos que ativem as células que fabricam a fibra capilar", garante Leite Júnior. "Em 90% dos casos, o quadro é reversível", garante Adriano Almeida, diretor da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
 
Para baixar os estímulos que provocam excitação emocional, o especialista sugere incluir na rotina momentos de lazer e exercícios físicos como ioga, meditação, alongamento e pilates. A alimentação também é aliada. "Consumir gengibre, ginseng, chá-verde e cúrcuma diminui a atividade do estresse na pele", recomenda Leite Júnior. Para estimular as células capilares, existe atualmente um vasto universo de tratamentos, que vão de aplicação de lasers a injeções de nutrientes no couro.
 
Pensando em oferecer mais apoio para quem sofre com quedas e falhas de cabelos e problemas como descamação no couro, o Spa Dios, salão expert em cuidados da área, inaugurou no fim do ano passado um novo espaço em São Paulo, dentro da Horaios Estética, do dermatologista e tricologista Alberto Cordeiro. Quem marca uma consulta é submetido a uma tricoscopia com um aparelho que aumenta em 40 vezes o tamanho das estruturas capilares. Dependendo do diagnóstico, o médico indica infiltração no couro de nutrientes com fatores de crescimento que estimulam o bulbo a produzir novos fios, como D-pantenol e melissa e finasterida e minoxidil, remédios conhecidos para o tratamento da queda.
 
Sessões de laser Fotona, que trata a queda de forma não invasiva, também são outra possibilidade. Para finalizar o processo, o paciente faz no Dios limpeza e reposição de aminoácidos no couro e luz de quartzo, aparelho que reduz a queda e fortalece o cabelo.
 
Paralelamente, desembarcaram recentemente no Brasil linhas internacionais com approach holístico e fórmulas botânicas. É o caso da francesa Phyto, que aposta nos extratos das plantas no tratamento dos cabelos. "Uma série de estudos prova que a administração de produtos fortalecedores dos fios e bloqueadores de queda, juntamente com medidas médicas, realmente funcionam", afirma Letícia Roselli, diretora de educação da label  no Brasil. A maior inovação fica por conta da linha Phytolium, composta por xampu e sérum, que tem na fórmula células botânicas semelhantes às células tronco que estão envolvidas no ciclo do desenvolvimento do folículo capilar.
 
Já a Philip Kingsley, que tinha como paciente Audrey Hepburn nos anos 70, criou uma coleção dedicada à queda, a Thricology, que demorou sete anos para ser desenvolvida. São necessários três passos (proteína em spray, tônico e suplemento vitamínico) no tratamento para o crescimento de cabelos novos e a melhora da espessura dos fios. O uso é diário e geralmente as primeiras mudanças são percebidas depois de três meses. A Thricology chega ao Brasil no segundo semestre. E, acima de tudo, relaxe!

Redação BK2 com informações da Vogue

 
Publicada em 04 de Junho de 2017 ás 15:43:10
Outras Notícias de Mulher
28 de Agosto de 2017 ás 08:52:51
03 de Maio de 2017 ás 09:11:53
01 de Maio de 2017 ás 08:37:11
19 de Abril de 2017 ás 16:59:41
15 de Abril de 2017 ás 17:39:31
Big Brother Brasil
Cidades
Música
Empregos e Concursos
Economia
Carnaval
Natal
Copa 2014
Olimpíadas 2016
Mundo Rock
São João da Bahia
Radar
Mundo Gospel
Quentura
Jogos BK2
Cursos 24 horas
 
Jogue Grátis
Cursos 24 horas
Compras On-line