Música
Publicada em 13 de Abril de 2017 ás 16:48:50

Encontro reuniu dezenas de Compositores em Feira de Santana

Divulgação / Assessoria
Encontro de Compositores reuniu artistas e autores no interior da Bahia

Cerca de 60 músicos e autores se reuniram na noite desta quarta-feira (12), no Encontro de Compositores de Feira de Santana. Iniciativa congregou autoridades do direito autoral e arrecadação no interior da Bahia.  A abertura do encontro foi com a gerente da União Brasileira de Compositores (UBC), Marcia Bittencourt, que falou sobre a importância dos autores buscarem uma associação e registrarem suas músicas.

"A UBC só tem a agradecer à Feira de Santana e aos autores e músicos. Nós temos um sentimento muito positivo de dever cumprido, de ter levado informação, principalmente, porque sabemos o quanto a informação sobre o Direito Autoral demora e é difícil de chegar aos interessados. É um prazer percorrer esse Brasil todo disseminando informação a fim de garantir a proteção dos direitos dos autores", disse. 

Márcia deixou claro que outros encontros e iniciativas ocorrerão. "Pretendemos nos aproximar cada vez mais de toda a cadeia produtiva da música na região e estamos abertos aos convites de acordo com as necessidades. Dentro do possível, a gente vai estar sempre disponível para atender às demandas de Feira de Santana", finalizou a jornalista.

Márcia ainda respondeu perguntas e sanou diversas dúvidas dos autores. Em seguida, o cantor e compositor Manno Goes falou da importância do autor conhecer e utilizar as novas mídias a exemplo das plataformas digitais. Manno falou da luta para cobrar direito autoral de plataformas como o YouTube e VEVO, que segundo ele, ainda não pagam direitos autorais.

"Os sites de streaming, a exemplo de Spotify, Deezer e outros, representam a evolução do direito autoral e é o que há de mais revolucionário, contudo, ainda apresenta distorções. O autor ainda ganha muito pouco com esses novos meios. Porém, estamos lutando e já podemos registrar diversos progressos. Mas, acreditem, a maneira como as pessoas ouvem música mudou e a gente precisa estar muito atento pra tudo que está acontecendo", disse.

Manno ainda criticou o projeto de Lei da deputada federal Renata Abreu (PTN­SP), que deseja isentar igrejas, academias, hotéis, rádios comunitárias e outros estabelecimentos do pagamento de direitos autorais musicais. Segundo Manno, a própria deputada possui rádios e "é devedora do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD)". Manno Goes atualmente ocupa a função de Diretor de Filial na UBC. 

Márcio Rodrigues Moreira, representante do ECAD, falou sobre o investimento em tecnologia com objetivo de melhorar o desempenho do órgão e explanou sobre a importância do pagamento pelo uso de música. "A gente normalmente, não pode entrar numa loja roupas, levar uma camisa e não pagar. Da mesma forma precisa ser com a música, porque os autores criam coisa belas e não podem ser utilizadas sem a devida remuneração", finalizou o Gerente de Filial. 

Coquetel 

Após as três palestras, os convidados participaram de um momento agradável de música e descontração com um coquetel e palco livre. Manno Góes fez uma versão acústica para canções como "Milla" e "Pra te ter aqui". Roberto Kuelho, anfitrião da noite cantou músicas de seu novo CD, o álbum “Sense Bulir”. A noite seguiu ainda com a sambista serrinhense Flávia Marques e os artistas Asa Filho, Tay (Banda Chicana), Marcos Heynna e Ed Sanfer. O evento ocorreu na Arena Bambuí, na Avenida Noide Cerqueira. 

BK2

 
Publicada em 13 de Abril de 2017 ás 16:48:50
Outras Notícias de Música
27 de Abril de 2017 ás 14:26:36
24 de Abril de 2017 ás 13:46:26
15 de Abril de 2017 ás 21:02:59
08 de Abril de 2017 ás 09:29:49
05 de Abril de 2017 ás 11:54:00
Big Brother Brasil
Cidades
Música
Empregos e Concursos
Economia
Carnaval
Natal
Copa 2014
Olimpíadas 2016
Mundo Rock
São João da Bahia
Radar
Mundo Gospel
Quentura
Jogos BK2
Cursos 24 horas
 
Jogue Grátis
Cursos 24 horas
Compras On-line