Brasil Tambor
Por Lindiomar Cerqueira

Publicada em 06 de Junho de 2016 ás 09:32:56

Sofrência Universitária

Sofrência é um neologismo da língua portuguesa, formado a partir da junção das palavras "sofrimento" e "carência", e possui um significado similar ao da expressão popular "dor de cotovelo". 
 
A "Sofrência" pode ser entendida como um estado de espírito, quando alguém se sente desiludido e triste, seja por causa de um amor não correspondido, uma decepção amorosa, traição e etc. 
 
No mundo da música, a "Sofrência" é a canção que fala sobre as decepções afetivas ou ciúmes exagerados de um amor que não é correspondido. A Sofrência ainda pode significar o ato de sofrer continuamente, de maneira depressiva e lastimável. 
 
A palavra Sofrência não consta no Aurélio, mas nos últimos meses é a palavra mais citada e ouvida no meio musical, A Sofrência não é nada mais do que uma denominação a um tipo de música com apelos sentimentais.
 
Este termo ganhou notoriedade nacional graças ao cantor baiano Pablo, mais conhecido como "o rei do arrocha". Não demorou muito para que as músicas feitas pelo artista fossem associadas à "Sofrência",
 
Mas já existe um outro segmento do Arrocha que é a Sofrência Universitária, surgindo assim um novo gênero musical no Brasil, que mistura o ritmo do Sertanejo Universitário, do Arrocha Baiano e a música Brega de Pernambuco. 
 
A Sofrência Universitária,  foi inicialmente gravada por grandes nomes do Sertanejo Universitário  como, Israel Novaes, Cristiano Araújo, Michel Teló, Gusttavo Lima, Deyvid e Emanuel, e  por estrelas do Arrocha baiano como, Tayrone Cigano, Cinho Silva, Thierry, Allex Rocha, Osnir Alves entre outros.
 

Segundo Alex Rocha, que vem despontando na região Norte com sua Sofrência Universitária, ele optou pelo estilo porque ouvia muitas reclamações dos fãs, de que a um certo momento o show ficava monótono. Já com a mudança de estilo, as pessoas cantam e dançam todo o tempo do show, pois as músicas têm um balanço pra frente, mas continuam falando de amor. Vários artistas já estão introduzindo em seus shows o estilo Sofrência Universitária. Não sabemos aonde pode chegar, mas o certo é que enquanto houver amor a Sofrência nunca deixará de existir. 

Por Lindiomar Cerqueira

O BK2 não se responsabiliza pelos comentários emitidos pelos BLOGUEIROS. As opiniões, conclusões e afirmações não manifestam a opinião do portal BK2.


Outras postagens de Lindiomar Cerqueira
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Big Brother Brasil
Cidades
Música
Empregos e Concursos
Economia
Carnaval
Natal
Copa 2014
Olimpíadas 2016
Mundo Rock
São João da Bahia
Radar
Mundo Gospel
Quentura
Jogos BK2
Cursos 24 horas
 
Jogue Grátis
Cursos 24 horas
Compras On-line